Profissionais

Clínicas

Academias

Farmácias

Óticas

Produtos e Equipamentos

Laboratórios
 

 

 

 

 


Dr. Alcides Gomes Jr.  
Ortodontista e Mestre da Unifesp 

 

 

   Seres bio-psico-sociais que somos, trazemos em nosso íntimo desde a infância a necessidade de aceitação para com nós mesmos e diante toda a sociedade. A boa aparência, junto a um conjunto de outros fatores, é de fundamental importância para que o “estar bem” possa ser vivenciado em nível “comigo mesmo” e “com o meio onde estou”.

   Um dos principais cartões de visita para qualquer pessoa, o sorriso revela não apenas uma estética perfeita, mas, sobretudo, um “modus vivendi” resultante de práticas e hábitos que a pessoa assume durante toda a sua vida até chegar a fase adulta. 

   Desta forma, um sorriso alinhado e perfeito há muito deixou de ser compreendido como no passado, quando erroneamente acreditava-se que apenas pessoas com grandes somas de dinheiro poderiam usufruir quando adultos de dentes brancos, alinhados e sadios.


   A tomada de consciência por parte de toda a comunidade e, em especial, da classe médica, de que o corpo humano é uma grande cadeia de interligações entre si faz com que não se trate mais em clínicas e consultórios apenas olhos, bocas ou ossos, mas sim, pacientes complexos que possuem olhos, bocas e dores que, na grande maioria das vezes, têm causas e motivos que vão bem além do aparente.

   Um exemplo. Dentes mal posicionados na infância podem ter como causa não apenas a chupeta que, por muitos anos, era apontada como a única responsável pelo desalinhamento dentário. Hoje, sabe-se que problemas como desvios de septo, hipertrofias de adenóide e mesmo problemas de amídalas podem ocasionar um desconforto nasal que, manifestando-se principalmente durante o sono, modifica toda a função respiratória nasal da criança que, passando a respirar pela boca, não exercita a musculatura facial que deveria para proporcionar a oclusão perfeita entre maxilar e mandíbula. 

   Este problema não observado em tempo provoca o desalinhamento progressivo da arcada dentária, modificando a anatomia de forma que apenas a utilização de aparelhos ortodônticos poderá solucionar o problema.

   Da mesma forma, e sempre tendo em mente a interligação de todas as partes de nosso corpo, dentes desalinhados podem provocar dores em partes diferentes do corpo devido suas ligações nervosas que refletem, dependendo do dente e do desvio em questão, nos ombros, cabeça, coluna e mesmo pernas.

   Compreender a necessidade de um sorriso perfeito, de corrigir os desvios de oclusão é acima de tudo mais do que necessidade estética, mas sim, o caminho para uma melhor qualidade de vida, uma conquista progressiva pela auto-estima e, assim, a abertura de portas e espaços que, muitas vezes, acreditava-se fechados apenas pela dificuldade em se abrir um sorriso.

   Mecanismos que vão de uma imensa gama de aparato tecnológico (aparelhos ortodônticos) a mudanças de hábitos que empregam a interdisciplinaridade como método de grande eficácia estão à disposição de todos. 

   O sorriso perfeito há muito deixou de ser privilégio de poucos e, como uma notícia ainda melhor, também não devem ser entendidos como simples detalhe estético, mas elemento fundamental para a busca do equilíbrio pessoal e da verdadeira qualidade de vida.