Profissionais

Clínicas

Academias

Farmácias

Óticas

Produtos e Equipamentos

Laboratórios
 

 

 

 

 




Dr. Ricardo Gomes

Periodontista

 

O baixo fluxo salivar ou na área da saúde conhecido como Xerostomia se faz presente em grande número de pacientes. Alguns sentem a boca seca (sintomático), outros embora tenham, não sentem (assintomático), estes porque acostumam com pouca saliva. O exame para diagnosticar o fluxo salivar, chama-se sialometria, e é feito no próprio consultório do profissional.

   É um exame relativamente simples, rápido e de extrema importância, pois através dele, examinamos o aspecto da saliva: fluxosalivar, quantidade de células descamadas, viscosidade e turbidez. 

Na ausência da saliva a pessoa pode ter:

  - mau-hálito,

  - perda do paladar,

  - ardência na língua,

  - dificuldade de engolir,

  - cáries,

  - intolerância à próteses,

  - dandidíase (doença fúngica),

  - doenças periodontais (gengiva).

    É importante que se tenha um bom fluxo salivar, pois na saliva encontramos: antimicrobianos, imunoglobulinas responsáveis pelos anticorpos salivares, enzimas, bicarbonato, cálcio, sódio, flúor e muitos outros constituintes.
   Várias são as causas da xerostomia: estresse, depressão, doença de Parkinson, síndrome de Sjögren, radioterapia, diabetes, alcoolismo, excisão das glândulas salivares, medicamentos, drogas.
     Há uma incidência muito alta de xerostomia em idosos, isto porque, os mesmos são consumidores de medicamentos xerostômicos, mesmo assim há como melhorar a salivação dos mesmos.

   Os pacientes xerostômicos devem ser examinados e questionados sobre seus sintomas e histórico médico de medicamentos que utilizam. 

   A xerostomia pode ser indicação de uma doença sistêmica não diagnosticada.

 clique no nome para acessar o cadastro profissional 
Dr. Ricardo Gomes