Profissionais

Clínicas

Academias

Farmácias

Óticas

Produtos e Equipamentos

Laboratórios
 

 

 

 

 





Dra. Kátia Ricardi de Abreu
Psicoterapeuta
Consultora Organizacional

 

 

   Muitos aguardavam mudanças na era da cibernética diferentes das que estão ocorrendo hoje. Aquele papo de que o "mundo vai acabar no ano 2000" tornou-se realidade. Realmente, aquele mundo acabou. Agora temos um mundo novo, com todos os privilégios da tecnologia, com toda a modernidade e suas conseqüências.

   Todavia, uma coisa é certa: o autoconhecimento sempre fez e ainda está fazendo a diferença. A capacidade do ser humano de SENTIR está e sempre estará acima de qualquer outra coisa. E conhecer a si é uma proposta que só os corajosos costumam aceitar.

   Para os menos informados, o equilíbrio emocional é confundido com a não expressão das emoções, e conseqüentemente, o não contato (o quê eu estou sentindo?). Esta distorção de informação leva milhões de pessoas a desenvolver sintomas que podem evoluir para patologias tais como a síndrome do pânico, doenças psicossomáticas, depressão e outras.
   Por outro lado, aqueles que acreditam e investem na expressão adequada das emoções, na chamada educação emocional, conseguem viver com tranqüilidade, equilíbrio e qualidade, mesmo com todas as pressões ambientais, todos os conflitos e dificuldades que este tão sonhado mundo moderno oferece.

Os mesmos estímulos provocam respostas diferentes naqueles que se permitem entrar em contato com sua capacidade de sentir. 

   Com a coragem que nossos ancestrais enfrentaram animais ferozes, o homem moderno enfrenta feras dentro de si, tais como o medo, a raiva, a tristeza. O homem das cavernas se via diante da conquista da caça que servia de alimento. Hoje, a conquista do encontro consigo, depois com o outro, leva qualquer ser humano à realização. A busca da sobrevivência corporal não basta. O homem moderno busca sobreviver emocionalmente mais do que nunca através da conexão entre sentimento, pensamento e ação, voltada para resultados positivos.
   Não há fórmulas mágicas para se adquirir autoconhecimento. A escuta e o diálogo interno constante, o respeito pelas necessidades, sentimentos e a ação focada nos valores pessoais em consonância com as emoções genuínas vão resultar na performance que inevitavelmente levará qualquer ser humano à paz interior.

Ingrediente indispensável para ser um vencedor em qualquer atividade profissional, o autoconhecimento é construído dia a dia, minuto a minuto, segundo a segundo. Fácil de falar, difícil de fazer.