Profissionais

Clínicas

Academias

Farmácias

Óticas

Produtos e Equipamentos

Laboratórios
 

 

 

 

 

Dr. Heidwaldo Antonio Seleghini
Médico

Especialista em Homeopatia pelo Conselho Federal de Medicina e Associação Médica Homeopática Brasileira

 

   Por que se tratar com homeopatia?

   Esta pergunta sempre é feita pelas pessoas quando se deparam com um médico, uma farmácia homeopática ou um artigo sobre homeopatia.

   Normalmente o médico homeopata recebe em seu consultório pacientes que, de alguma forma, não se deram bem com o tratamento tradicional. E a melhor maneira de tentar explicar esta opção é falar de minha história pessoal.

   Por que me tornei médico homeopata?

   A homeopatia entrou na minha vida na década de setenta, quando ainda cursava o segundo ano de medicina. Portador crônico de asma, peregrinando pelos mais variados consultórios desde clínicos gerais até especialistas - apesar de na minha infância ainda estarem incipientes as especializações - lá ia eu mensalmente para a capital - São Paulo - me tratar. Creio ter sido eu uma das primeiras cobaias do uso prolongado de corticóides - nos anos de 1965/66 - e um dos primeiros a utilizar as vacinas - por volta de 1972 mais ou menos. Mas minha asma era renitente.
   Como acadêmico de medicina senti que a atenção médica destinada a mim, futuro colega, era diferenciada. Os médicos não mais expunham o tratamento como algo que iria curar, mas como um paliativo. Nesta época já existiam as "bombinhas" de isoprenalina (quem já usou pode dizer a sensação causada quando o coração acelerava e quase saía pela boca), método que melhorava a falta de ar, ao menos momentaneamente. Hoje, as "bombinhas" têm menos efeitos colaterais.
 No segundo ano de faculdade, vendo que não tinha mais jeito, fui procurar um médico homeopata. Pouco sabia do que seria uma consulta homeopática. A alopática conhecia muito bem, afinal passei mais tempo nos consultórios e hospitais que nas festas da faculdade. Todo ano fazia aniversário - de internações.
   Na consulta homeopática, a primeira surpresa: fiquei uma hora conversando. Espantoso, mesmo para alguém que iria ser médico e talvez tivesse uma atenção especial do colega. Nos outros consultórios vinte minutos eram luxo!
   As perguntas eram desde a hora em que me sentia mais disposto, até o tipo de clima que fazia desencadear a falta de ar. Totalmente diferente. Depois da prescrição, aí então, que tudo ficou mais estranho. Acostumado a tomar remédio para não ter falta de ar, comecei a ter reações bastante diferentes do que esperava. 
   Urticária! Para quem não sabe o que é, trata-se de uma coceira no corpo todo. Preocupado, fui eu perguntar ao médico: O que fazer? Espere. Foi a resposta. Após seis meses com episódios de urticária e alguns eczemas, não tive mais asma. Nunca mais sofri de falta de ar.

   Uma doença que durou dos seis aos 20 anos, com crises intensas que necessitavam de internações para serem controladas, em seis meses de tratamento homeopático a cura apareceu.

   Claro que ainda me trato com homeopatia. Ainda hoje tenho pequenos achaques, cefaléias e outras coisinhas, afinal não dá para viver no Brasil e ficar imune aos políticos. Mas asma, esta, graças à homeopatia nunca mais voltou.
   Então, por que se tratar com homeopatia?
   Creio que esta pergunta deve ser respondida por aqueles, como eu, que sofreram de uma doença e quiseram experimentar uma nova forma de se tratar, seja de maneira combinada com a medicina ortodoxa ou não. 

   Tenho plena consciência que só melhorei da asma porque procurei uma nova opção. Se tivesse me acomodado, com certeza, estaria com falta de ar até hoje.

   Acredito piamente que este é um direito inalienável de todos - o de buscar o melhor para si. E se este melhor é se tratar com uma terapêutica que vislumbra o ser humano como um todo e não somente uma doença como a asma ou artrite, então, este é um grande motivo para se tratar com homeopatia.

   Tenho certeza que o tratamento homeopático irá ampliar o horizonte terapêutico disponível para o seu caso e assim como já ajudou milhares de pessoas que são usuárias, você também poderá ser beneficiado, mesmo que as pessoas que o cercam, de alguma forma, insistam (erroneamente) em dizer que o seu caso não é para a homeopatia.

 clique no nome para acessar o cadastro profissional Dr. Heidwaldo A. Seleghini