Profissionais

Clínicas

Academias

Farmácias

Óticas

Produtos e Equipamentos

Laboratórios

Serviços Complementares
 

 

 

 

A importancia do planejamento da gravidez para a formação do tubo neural da criança

 


Dra. Pryscilla Mychelle S. Paula
Terapeuta Ocupacional
Especialista em Neuro-ortopedia e Geriatria 

 

   Artrite reumatóide é uma inflamação da membrana sinovial das articulações, podendo destruir ossos, ligamentos, tendões, cartilagem e cápsula articular. Atinge adultos entre 20 e 50 anos e crianças chegando à adolescência, sendo cerca de 20 milhões de pessoas no mundo, porém, a maioria da população é feminina.


  
Por ser tão comum, e podendo ser às vezes severa, a artrite reumatóide é um dos problemas internacionais de saúde, pois resulta em dificuldades com emprego, problemas com atividades diárias e pode causar um forte estresse nas relações familiares.

   Nas formas mais severas e sem bom tratamento, pode causar graves deformidades nas articulações. Interfere na vida das pessoas desde às tarefas mais simples, como abrir uma porta, uma garrafa, entrar num ônibus, e até em atividades sociais, por ser uma doença que causa dor, fadiga e enrijecimento nas articulações.

   Para aliviar os sintomas, há exercícios, técnicas para controlar a dor e medicamentos para ajudar a vencer diversos obstáculos da rotina diária.


  A dor pode ser provocada por diversos motivos, como escrever por muito tempo, carregar objetos pesados, sacolas, subir escadas, etc. É importante que se respeite a dor, proporcionando descanso às articulações, isto é um aviso que a articulação está sendo sobrecarregada, devendo-se mudar de atividade.

   A fadiga é comum no ser humano. Ela ocorre quando certas necessidades básicas, tais como alimentação inadequada, horas de sono e exercícios não atingidas, também podem ser resultados de articulações inflamadas e até depressão.

   Atividades em excesso também podem causar fadiga, e por isso é importante conhecer os limites e trabalhar em função deles, para aumentá-los gradativamente. Quando estiver saindo de um processo de dor, deve-se ter um cuidado muito especial para não cometer excessos e sofrer ainda mais com fadiga e dor.

   O enrijecimento é a dificuldade de movimentar as articulações e os músculos.


   Porém, ficar na mesma posição por muito tempo, seja enquanto escreve, corta um legume, assiste a uma peça de teatro, viaja por longas distâncias de carro ou avião, realiza outras atividades repetitivas ou mesmo dormindo, normalmente agrava o enrijecimento.

   Outros fatores que contribuem para o enrijecimento são a dor e a falta de exercícios de alongamento.

   Então, sem tratamento medicamentoso e físico, o resultado será um ciclo vicioso através do qual a dor, a fadiga e o enrijecimento provocarão dificuldades de movimento, atrofiação dos músculos e tendões, ocasionando mais limitação dos movimentos.

   Não ignore os problemas. Sabendo administrar a artrite, a pessoa conseguirá favorecer sua qualidade de vida.
 
 Quem é o Terapeuta Ocupacional?

   O Terapeuta Ocupacional é um profissional da saúde que envolve o paciente em atividades destinadas a promover o restabelecimento e o máximo uso de suas funções, com o propósito de ajudá-los a fazer frente às demandas de seu ambiente de trabalho, social, pessoal e doméstico e a participar da vida em seu mais pleno sentido. Terapia Ocupacional é uma disciplina que diz respeito a pessoas com deficiência, déficit ou incapacidade física ou mental, temporária ou permanente.

   O Terapeuta Ocupacional promove o desempenho funcional do paciente através de avaliação, prescrição e aplicação de atividades terapêuticas selecionadas de acordo com as dificuldades, necessidades e projetos futuros. Determina quando necessário a adaptação ambiental, prescreve e confecciona órteses para potencializar as funções. 

   Os programas de Terapia Ocupacional são parte de serviços de saúde em hospitais (tratando desordens físicas e/ou mentais), hospitais-dia, centros de reabilitação, instituições geriátricas, programas de atenção domiciliar, escolas e clínicas especiais, reformatórios, programas nas comunidades e em outras organizações que provêem reabilitação e/ou serviços de prevenção, ambos dentro e fora do modelo médico. 

   O Terapeuta Ocupacional contribui para a reabilitação total do paciente em conjunto com outros membros da equipe de tratamento.