Profissionais

Clínicas

Academias

Farmácias

Óticas

Produtos e Equipamentos

Laboratórios

Serviços Complementares
 

 

 

 

topo

Arlindo Vetorazzo
fisioterapeuta

INTRODUÇÃO

Todas as técnicas da hidroterapia, tanto passivas como ativas, resistidas manualmente ou com acessórios, podem ser aplicadas a qualquer patologia respeitando os critérios da aplicação da cinésioterapia.

A hidroterapia nos permite trabalhar de forma passiva, realizando os exercícios de alongamento e manipulação vertebral e articular, permitindo também realizar os exercícios ativos de fortalecimento dos membros inferiores, superiores, paravertebrais,abdominais, treino de marcha, posturas, exercícios aeróbicos, propiocepção, coordenação e por fim, condicionar o paciente a realizar as suas atividades diárias de forma satisfatória, sem sobrecarregar sua estrutura física.

O fisioterapeuta elabora a seqüência dos movimentos de acordo com a patologia a ser tratada.

 
HIDRODINÂMICA

Propriedades Físicas e sua importância em piscina terapêutica:

o Densidade Relativa
o Turbulência
o Flutuação - Empuxo
o Pressão Hidrostática
o Viscosidade

FLUTUAÇÃO - EMPUXO
Segundo o princípio de Arquimedes: Quando um corpo está total ou parcialmente imerso em um fluido em repouso, ele experimenta um empuxo de baixo para cima igual o volume de fluido deslocado.
  A FLUTUAÇÃO PODE SER:
  o Assistida 
  o Resistida 
  o Suporte
METACENTRO - Um corpo na água está sujeito a duas foças opostas:
  o Gravidade ( Centro de Gravidade ) - L5-S2
  o Flutuação ( Centro de Flutuação ) - Nível do Tórax
DENSIDADE RELATIVA
Determina se o corpo vai flutuar ou não
  o Água possui gravidade específica = 1 à 4ºC
  o
Corpo Humano = 0,974
  o Massa magra = 1,1
  o Massa Gorda = 0,9
  o Membros = 1,0
PRESSÃO HIDROSTÁTICA
Lei de Pascal = A pressão do líquido é exercida igualmente sobre todas as áreas da superfície de um corpo imerso em repouso, a uma 
dada profundidade.
Quanto maior for a densidade do fluido e a profundidade, maior será a pressão.
Benefícios: 
  o Diminui o edema 
  o Estabiliza articulações
FLUTUAÇÃO- EMPUXO
  Momento de Força.
  o MF pode ser diminuído = Flutuador menor , próximo do corpo ou 
  flexionando o membro
  o MF pode ser aumentado = Flutuador maior, distal do corpo ou estendo 
  o membro
  Benefícios Que A Flutuação Promove:
    Diminui os efeitos da gravidade
    Diminui a sustentação do peso
    Diminui as compressões nas articulações
    Diminui o esforço do fisioterapeuta
TURBULÊNCIA
O fluxo de um fluido pode seguir de duas maneiras:
 o Alinhado ou fluxo laminar: movimento lento e paralelo ao fluxo da água.
 o Fluxo turbulento: movimento rápido e/ou desalinhado ao fluxo da água.
Benefícios Que a Turbulência Promove:
Durante o deslocamento de um corpo na água, pode- se
parar a contração que a própria turbulência termina o 
movimento. 
VISCOSIDADE
Atrito interno das moléculas de um fluido
  o Líquido com maior viscosidade flui lentamente 
  o Líquido com menor viscosidade flui rapidamente
Quanto maior a temperatura >>> menor a viscosidade
Benefícios que a Viscosidade Promove:
Permite um aumento no tempo de resposta para reações 
de equilíbrio do fisioterapeuta.
 

MATERIAL

Os acessórios são utilizados para facilitar ou dificultar os movimentos. São confeccionados com material de baixa densidade, para facilitar a flutuação ou deslocar um volume maior de água, ou material de densidade maior, facilitando a fixação do paciente e do fisioterapeuta.
São eles:
Flutuadores de tornozelo; 
Flutuadores de punho;
Flutuador Pélvico;
Colete cervical;
Halteres;
Tornozeleira de chumbo;
Bastão (PVC);
Prancha de propiocepção;
Bolas;
Bóia de braço;
Espaguete;
Aquafins;
Thera Band;
Palmar.

   

ETAPAS

1 - Aquecimento
2 - Alongamento
3 - Força e resistência muscular
4 - Relaxamento

 

1- AQUECIMENTO

Permite ao corpo ajustar-se ao movimento e prepará-lo para a atividade a ser realizada. Pode ser realizado gradualmente, preparando os músculos para serem alongados ou fortalecidos, diminuindo o risco de lesões.
INDICAÇÕES
Antes do alongamento e fortalecimento;
Quando o músculo ou grupo muscular a ser
trabalhado, requer um aumento de temperatura;
Quando a piscina estiver fria.
OBJETIVOS
Aumentar temperatura corporal e dos músculos;
Diminuir lesões de músculos, tendões e articulações;
Preparar o corpo para atividades mais extenuantes;
Localizar ADM dolorida ou limitada;
Prevenir dores musculares.

 

2-ALONGAMENTO

Usado para aumentar a ADM, melhorando o movimento e protegendo os músculos e articulações. Pode ser: Passivo / Ativo
INDICAÇÕES
Quando ADM estiver limitada;
Quando as limitações podem alterar a simetria corporal 
e a postura;
Quando prejudica as atividades diárias, ou a enfermagem;
Quando existe um desequilíbrio muscular, ou fraqueza 
muscular;
Melhorar a ADM, diminuir a dor e tensões.
OBJETIVOS
Restaurar ADM e mobilidade articular;
Prevenir encurtamentos muscular;
Facilitar o relaxamento;
Preparar o músculo para o exercício;
Diminuir risco de lesões.

 

3-FORÇA E RESISTÊNCIA MUSCULAR

Força muscular é a máxima tensão que o músculo pode exercer numa única contração.A contração pode ser:Estática ou Dinâmica. Resistência muscular é a habilidade de um grupo muscular de executar repetidas contrações em um determinado período de tempo.
INDICAÇÕES
Recuperar a fraqueza muscular;
Para auxiliar no alívio da dor;
Para pacientes que não conseguem andar em terra;
Condicionar o paciente, para exercício em terra.

 

4-RELAXAMENTO

É definido como um esforço consciente para eliminar tensão nos músculos.Técnicas de relaxamento local:
>>Calor / Massagem / Tração articular
Técnica de relaxamento geral:
>>Flutuação / Relaxamento autogênico / Exercícios respiratórios / Relax. progressivo. 
INDICAÇÕES
Tensão emocional;
Insônia;
Musculatura tensa, limitando o movimento;
Ansiedade e estresse;
Fadiga, overuse;
No pré e pós cirúrgico.
OBJETIVOS
Diminuir a tensão;
Reduzir estresse e ansiedade;
Aumentar a circulação e o relaxamento, diminuir a dor e 
a sensibilidade.

   

AVALIAÇÃO PARA HIDROTERAPIA

O Fisioteraoeuta deve fazer uma avaliação completa antes da terapia na piscina. Registrar os dados com documentação da evolução e progressão do tratamento. O objetivo principal da avaliação, é identificar alguma possível contra-indicação, que possa vir atrapalhar o tratamento de seu paciente, como também do próprio Fisioterapeuta. O Fisio deve observar:
Postura
ADM
Tônus
Contraturas
Alterações de sensibilidade
Alterações na imersão e após imersão
Pele
Paciente sabe nadar
Fobia
Prescrição médica
PA
FC

 

FEITA A AVALIAÇÃO O FISIOTERAPEUTA VAI INCLUIR OS SEGUINTES DADOS:

Duração do tratamento
Temperatura da piscina
Profundidade
Exercícios e progressões
Alterações observadas 
Efeitos não esperados

CONTRA-INDICAÇÕES RELATIVAS: 

Escaras 
Hipotensão/Hipertensão
Epilepsia
Vertigem
Cardiopatas
Doença Renal
Diabetes
Deficiência Tireoideana
Pós Radioterapia
Micoses
HIV - positivo
Fobia
Lentes de Contato
Aparelhos Auditivos
Hemofílicos 

CONTRA-INDICAÇÕES ABSOLUTAS: 

Feridas infectadas;
Infecção de pele;
AVC recente;
Embolia pulmonar recente;
Trombose Venosa Profunda( aguda)
Pct em tratamento radioterápico
Incontinência vesical;

PRECAUÇÕES: 

Encaminhamento médico 
Submersão inesperada
Cremes 
Flutuadores 
Piso 
Fisio(dentro da piscina) 
Calçado 
Não dar as costas ao paciente 
Toalha 
Hipoglicemia 
Jóias
Piscina 

OBJETIVOS: 

aumentar Força Muscular
Aumentar ADM
Diminuir dor e espasmo muscular
Melhorar o condicionamento físico
Melhorar equilíbrio
Melhorar a marcha
Melhorar coordenação motora