Profissionais

Clínicas

Academias

Farmácias

Óticas

Produtos e Equipamentos

Laboratórios
 

 

 

 

SEU NEGÓCIO

 


Dra. Kátia Ricardi de Abreu
Psicoterapeuta
Consultora Organizacional

 

"O segredo para o sucesso é fazer
as coisas comuns incomumente bem"
 (John D. Rockefeller Jr.).

   O Brasil transforma-se cada vez mais no país do trabalho e não do emprego. Assim, aqueles que têm espírito empreendedor, acabam buscando seu espaço no mercado. Os que não têm podem buscar treinamento de performance ou continuar colocando a responsabilidade do seu fracasso ou ausência de crescimento em terceiros. O governo é o principal bode expiatório, geralmente.

   Escuto e observo pequenos empreendedores que começaram do nada; muitos até, com dívidas de negócios anteriores e que conseguem fazer vingar o seu negócio e crescer cada vez mais. Qual é o segredo?

   Marcos Hashimoto faz uma analogia: o Plano de Negócios é para o empreendedor o mesmo que um Curriculum Vitae é para o profissional que busca uma recolocação no mercado de trabalho. O planejamento vem em seguida. Tenho visto que o amadorismo e o empirismo neste processo não tem mais vez. Existem pessoas que fazem seu pé de meia para investir num negócio, porém na base da intuição. Muitos podem acertar durante um tempo. Utilizam experiências anteriores de sucesso, porém a fórmula pode estar desatualizada para o mercado.
   Um investidor empreendedor nunca está definitivamente atualizado, pois o mercado muda a cada dia. Também tenho visto empresas que mudam a postura após um período contínuo de sucesso: a arrogância passa a estar presente quando a empresa se vê no top de linha de seu segmento e sem perceber, esta postura acaba afastando os próprios clientes.

   Quando o investidor não inclui em seu planejamento a contratação de pessoas qualificadas, o lucro fica comprometido. Lastimável é constatar que muitas empresas têm uma equipe qualificada, que veste a camisa, mas não recebe de seus gestores um reconhecimento à altura de sua performance. A não valorização das pessoas envolvidas no processo pode comprometer todo o investimento.

Acabo de receber pela internet o depoimento de uma gerente que enviou um e-mail para toda a equipe tecendo elogios pelas metas alcançadas, com cópia para o seu superior hierárquico. Este, por sua vez, enviou outro e-mail para toda a equipe desconsiderando os elogios feitos pela gerente dizendo que todos não fizeram mais nada que a obrigação.

   Infelizmente, a visão corporativa de pessoas que chegaram a altos cargos administrativos e de gestão muitas vezes não se ampliou para a empresa como um todo.

   A gestão de pessoas está diretamente ligada ao índice de lucratividade e muitas empresas carecem de conhecimentos específicos nesta área. A ausência de tais conhecimentos é detectada muitas vezes, quando situações críticas se repetem.

   A humildade de aceitar os pequenos detalhes como mais relevantes do que os grandes planos pode fazer a diferença para o seu negócio. Fazer e errar proporcionam experiência. Fracasso é não fazer. Michel Jordan faz e erra diante de milhões de pessoas. E assim construiu seu sucesso.